Korean Airlines

Korean tentará diminuir comportamento antissocial

Homens na tripulação de cabine e armas de efeito moral para solucionar incidentes a bordo


 

A Korean Air Lines vai permitir o uso de armas não letais (tasers) para dominar passageiros violentos e contratar um número maior de homens como tripulantes de cabine após o mais recente caso de comportamento antissocial ocorrido em plano voo, em 20 de dezembro.

As novas instruções para os tripulantes de cabine também incluem cursos extra de treinamento (foto), os mais recentes recursos para imobilizar um passageiro e o banimento de passageiros que tem um histórico de mau comportamento.

 Homens só constituem cerca de um décimo dos tripulantes de cabine de Korean, mas a companhia informou que vai tentar incluir ao menos um homem em cada voo. 

Ao contrário do que acontece com os voos de companhias norte-americanas, a Korean e outras empresas asiáticas têm sido muito mais lenientes, “por uma questão de cultura”. 

 Na Coréia do Sul, o número de atos fora-da-lei cometidos a bordo de aeronaves tem triplicado nos últimos cinco anos.

Ernesto Klotzel

Publicado em 30 de Dezembro de 2016 às 14:54


Notícias Korean Airlines