Modernização

Os dois últimos 777-300ER da KLM serão entregues até sábado

Empresa holandesa mantém plano de renovação da frota como estratégia para retomada no curto prazo


Boeing 777 da KLM

KLM é uma das únicas empresas do mundo que mantém planos de renovação da frota

Após sucessivos atrasos, devido à pandemia de covid-19, a companhia holandesa KLM receberá seus dois últimos 777-300ER da Boeing, aumentando a frota do modelo para 31 aeronaves.

As aeronaves de prefixos PH-BVV e PH-BWV serão entregues ainda esta semana, sendo o primeiro na madrugada desta quinta-feira (25) e o segundo no sábado (27).

De acordo com o Luchtvaart Nieuws, os nomes de batismo serão, respectivamente, Cocos Island National Park, em homenagem à Ilha do Coco, que fica a 532 km do litoral da Costa Rica, no Oceano Atlântico; e Canadian Rocky Mountain Parks, alusivo aos Parques das Montanhas Rochosas do Canadá, incluídos como Patrimônio Mundial da Unesco, em 1984.

A KLM está renovando sua frota ao longo dos últimos meses, em uma estratégia de cortar custos e melhor sua eficiência antes da retomada, permitindo um melhor posicionamento de mercado quando houver um novo crescimento do transporte aéreo.

Em fevereiro de 2004, a KLM recebeu o primeiro 777 da Boeing, de prefixo PH-BQA, iniciando a substituição gradual dos já veteranos 747 e MD-11. Na época a KLM ainda voava com uma grande frota de aeronaves quadrimotoras e trimotoras, mas já vislumbrava a necessidade de modernização no médio prazo. Os Boeing 777 são, normalmente, os aviões que operam voos regulares entre Amsterdã (AMS) e São Paulo (GRU).

Por Marcel Cardoso

Publicado em 24 de Março de 2021 às 15:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 747 777 777-300ER KLM