Turbulência

Vibração nos manches provoca sério incidente em voo da Qantas

Quinze passageiros feridos devido à “pseudo-turbulência”


Um incidente sério em voo envolvendo um jato da companhia aérea australiana Qantas em um voo de Melbourne a Hong Kong provocou ferimentos leves em 15 passageiros diante de uma turbulência forte criada exclusivamente pela eletrônica embarcada. O fato ocorreu a 110 km ao sudeste de Hong Kong após a decolagem de Melbourne.

O responsável pelo inesperado evento foi o sistema de aviso de estol que se manifesta por uma intensa vibração nos manches da cabine de comando, simulando perfeitamente a vibração das asas pouco antes de ocorrer a perigosa falta de sustentação que caracteriza o estol. É o chamado stick shaker,

O comandante declarou que sentiu uma forte vibração na estrutura de sua aeronave, normalmente um aviso de pré-estol, isto a 22.000 pés (6.700 m) de altitude.

A anomalia evidente do sistema de alarme pré-estol no Boeing 747 da Qantas, foi neutralizada com o desligamento do piloto automatico. 

O incidente não durou cerca de dois minutos, durante os quais, passageiros e tripulantes foram sujeitos a à "turbulência". Após o pouso em Hong Kong, nada foi constatado para explicar o comportamento anormal do sistema stick shaker.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 17 de Abril de 2017 às 12:45


Notícias Qantas Boeing 747-400