Aviação Executiva

Hawker Beechcraft encerra negociações com chineses

Empresa norte-americana, que pediu proteção contra falência este ano, pretende sair do Chapter 11 como uma organização independente com foco em aviões a pistão e turbo-hélices


A Hawker Beechcraft encerrou as negociações de compra e venda com o grupo chinês Superior Aviation Beijing e anunciou que pretende sair do processo de proteção contra falência como uma empresa independente. Segundo o CEO Robert Miller, a proposta dos chineses não pôde ser concluída em termos aceitáveis para a Hawker Beechcraft. Eles ofereceram US$ 1,8 bilhão pela companhia. "Estamos desapontados com o desfecho da transação sem a concretização do negócio, mas saímos protegidos pela obtenção de um depósito de US $ 50 milhões do Superior que não é reembolsável. O plano de negócios que desenvolvemos com nossos credores garante que vamos emergir do Chapter 11 em uma forte posição financeira e operacional, com uma maior capacidade para competir no futuro", disse Miller. Depois desse processo, a empresa pretende mudar seu nome para Beechcraft Corporation e focar nos produtos mais lucrativos de seu portfólio, o que inclui basicamente os modelos a pistão e turbo-hélices. O futuro da Hawker e dos jatos é incerto. A empresa promete anunciar em novembro um novo plano de reorganização (Joint Plan of Reorganization) para as autoridades dos EUA.

Da redação

Publicado em 18 de Outubro de 2012 às 13:25


Notícias