Gigante cargueiro

FedEx amplia pedidos para o Boeing 767-300F

Empresa confirmou intenção de compra para mais vinte aviões e se destaca na operação do cargueiro


Boeing 767F da FedEx

FexEx opera a maior frota de Boeing 767-300ERF do mundo, com cem aviões em serviço

A gigante logística FedEx divulgou o balanço dos resultados, apresentando crescimento recorde mesmo durante a pandemia, a partir de março do ano passado. As perspectivas são tão positivas que a empresa confirmou sua opção de compra para mais vinte 767-300F, que serão entregues já nos próximos meses.

Ainda que tenha recebido o primeiro 767F em 2013, a FedEx é atualmente a maior operadora global da família cargueira, tendo recebido em maio seu centésimo avião do tipo. Aliás, foram produzidas até agora 192 aeronaves da série 767-300F, entregues para empresas de todo o mundo, sendo cem apenas da FedEx.

Os Boeing 767 se tornaram os substitutos naturais dos veteranos A300F da FedEx. Ainda que o 767 tenha sido uma resposta ao lançamento do A330 pela Airbus, o modelo se destacou por seu baixo custo operacional e por ainda estar em produção, com uma versão cargueira de fábrica.

A receita da FedEx no quarto trimestre de 2020 alcançou US$ 22,60 bilhões, superando em quase um bilhão a expectativa dos analistas de mercado, que previam algo próximo dos US$ 21,46 bilhões. Já o lucro por ação foi de US$ 5,01.

Logo após a divulgação dos resultados o Barclays elevou o preço-alvo das ações de US$ 360 para US$ 375, dentro as perspectivas de crescimento constante no segmento de transporte expresso, que inclui também a rival UPS. 

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui
Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 25 de Junho de 2021 às 12:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 767 767-300ERF FedEx UPS Airbus A300