Indústria

Falha no motor do CSeries ocorreu na turbina

Dado preliminares apontam que problema aconteceu na turbina de baixa pressão


A Bombardier acredita que um problema na turbina de baixa pressão (LPT) foi responsável pela perda de potência no motor Pratt & Whitney PW1500G. A falha, ocorrida no dia 29 de maio, levou a suspensão dos voos com o CSeries.

No entanto, a Pratt & Whitney não confirma, nem desmente, que o problema ocorreu na LPT. Apenas afirma que trabalha com a Bombardier para solucionar o problema.

O PW1500 PurePower tem como um dos diferenciais seu funcionamento, já que a turbina de baixa pressão é dissociada do fan, sendo acoplada numa caixa de engrenagens que permite uma diferença na velocidade de rotação entre ambos os conjuntos. Em funcionamento pleno, a turbina de baixa pressão gira duas vezes mais rápido que o fan, aumentando assim a eficiência do motor e reduzindo o ruído.

A família PurePower também será utilizado pelos novos Airbus A320neo e Embraer E-Jet E2. 

Da redação

Publicado em 9 de Junho de 2014 às 07:37


Notícias CSeries PurePower Bombardier Pratt & Whitney Embraer Airbus A320neo E-Jet