Quatro tempos

Fabricante italiano aposta nos motores a pistão para conquistar mercado de entrada na aviação comercial

Tecnam obtém certificação da FAA para o P2012 Traveller, um bimotor para 11 passageiros voltado para aviação regional


Pequeno Taveller quer aumentar a capacidade da aviação regional em todo o mundo

A italiana Tecnam anunciou a obtenção do Certificado de Tipo da FAA, a agência de aviação civil dos Estados Unidos, para o bimotor leve P2012 Traveller. A certificação permite ao fabricante iniciar as entregas dos primeiros vinte aviões para a norte-americana Cape Air.

Os aviões, que já foram produzidos, deverão voar agora entre a unidade da Tecnam, na Italia e a sede da Cape Air, em Hyannis, no estado de Massachusetts.

Impulsionado por dois motores Lycoming turboalimentados de 375 hp, o Tecnam P2012 Traveller é uma aeronave de asa alta com aerodinâmica avançada e fuselagem ampla. Com um desenho voltado para atender a diversas necessidades de operação, o modelo pode ser configurado com diversos layouts internos.

A Tecnam espera que o modelo atenda especialmente a demanda de pequenas empresas aéreas regionais, que necessitam de uma aeronave de baixo custo e manutenção simples. Com capacidade para até 11 lugares, o P2012 Traveller poderá voar em rotas de curto alcance e operar em pistas restritas.

A expectativa é que o modelo possa ainda revolucionar o uso de aeronaves a pistão na aviação regular, que desde a década de 1960 praticamente abandonou esse tipo de motor. O avanço dos motores a jato, inicialmente os turbo-hélices, aliado a sua maior confiabilidade e menores custos, ajudou a praticamente extinguir o uso de motores a pistão na aviação comercial. Poucas aeronaves equipadas com esse tipo de motor passaram a voar comercialmente após os anos 1990 em todo o mundo. O P2012 Traveller é o primeiro avião do tipo a ser certificado na última década, apostando na grande confiabilidade da atual geração de motores a pistão, assim como nos baixos custos de manutenção e operação.

LEIA TAMBÉM

O modelo já possui boa aceitação na aviação geral e de negócios, mas ainda não havia sido certificado para operação regular, cumprindo os regidos requisitos dos regulamentos FAR23. O primeiro protótipo dedicado a aviação regular voou pela primeira vez em julho de 2016, tendo recebido a certificação da EASA, a agência para segurança da aviação civil na Europa, em dezembro de 2018, seguido agora da FAA.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagens: Divulgação

Publicado em 20 de Agosto de 2019 às 12:00


Notícias Tecnam P2012 Traveler FAA EASA aviação regional