Entrega oficial

FAB recebe oficialmente os quatro primeiros caças Gripen F-39E

Comandante da FAB estava presente na cerimônia oficial no país europeu


Primeiros oito Gripen E de série

Os oito primeiros Gripen E produzidos em série, sendo quatro da FAB e quatro da força aérea sueca | Foto: Saab

A Força Aérea Brasileira recebeu hoje (24) os quatro primeiros Gripen F-39E construídos em série, e que serão utilizados na primeira fase operacional de implementação dos modelos. A cerimônia oficial contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Carlos de Almeida Baptista Jr e de autoridades civis e militares da Suécia, também ficou marcada pela apresentação de dois caças Gripen E da força aérea sueca, totalizando os seis primeiros Saab Gripen produzidos em série entregues.

O comandante da FAB postou em sua conta oficial no twitter fotos das quatro primeiras unidades do novo caça brasileiro.

Baptista Jr participou de uma cerimônia oficial na fábrica da Saab em Linköping, com representantes da empresa sueca e força aérea do país nórdico.

“É uma satisfação acompanhar o cumprimento de mais essa etapa no processo de entrega das aeronaves F-39 Gripen, as quais permitirão a evolução da capacidade de combate da FAB. O projeto representa um novo patamar tecnológico para o Brasil e tem fundamental importância no desenvolvimento da nossa Base Industrial de Defesa”, disse o Carlos de Almeida Baptista Junior, comandante da aeronáutica.

Os caças entregues ostentam as matrículas FAB 4001, 02, 03 e 04 e serão os primeiros operacionais na FAB. Concluída a entrega oficial, dois aviões devem ser embarcados para o Brasil, por via marítima, até o final do ano, enquanto os demais serão enviados ao país no primeiro semestre de 2022.

Em 2014 foi assinado um contrato para a aquisição de 36 unidades do Gripen E/F, sendo 28 exemplares da versão E, monoposta, e oito da versão F, biposta. Os aviões foram designados na força aérea como F-39E/F, seguindo a nomeclatura inspirada no padrão norte-americano.

Um dos pontos chaves do contrato é a transferência de tecnologia, o que significa que o Brasil está participando do desenvolvimento e construção dos aviões. A FAB e empresas nacionais enviaram para a Suécia pilotos, técnicos e engenheiros, que atuam através do processo de "aprenda fazendo", onde podem ter acesso direto a tecnologias de forma aplicada. Em território nacional a Saab conta com uma planta industria em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, onde constrói peças para as aeronaves.

Parte do contrato será produzido no Brasil, com algumas unidades sendo finalizadas pela Embraer e Saab, na unidade de Gavião Peixoto, no interior de São Paulo. Os oito Gripen F serão desenvolvidos por engenheiros brasileiros e completamente montados no país. Por ora, apenas a FAB encomendou a versão biplace do modelo.

SAAB Gripen E

Os primeiros quatro F-39E da FAB já ostentam o padrão de pintura final | Foto: FAB

O Brasil recebeu, em setembro de 2020, o primeiro caça F-39, que está sendo utilizado na campanha de ensaios em voo. A aeronave vem cumprindo os requisitos necessários para obter a certificação final.

Recentemente a fábrica de aeroestruturas da Saab no Brasil iniciou a montagem do caixão das asas do caça, com cinco seguimentos em produção.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por André Magalhães

Publicado em 24 de Novembro de 2021 às 14:15


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação gripen f-39e saab fab brasil aviação de caça