Além do limite planejado

Embraer investiga causas do incidente com KC-390

Em contato com AERO, empresa confirma o incidente em voo com o avião militar, mas garante entrega da primeira unidade para FAB em 2018




Após publicação de reportagem sobre o inciente envolvendo o avião cargueiro multimissão KC-390, a Embraer entrou em contato com a redação de AERO Magazine e enviou um novo comunicado. A nota confirma o ocorrido. Segundo a empresa, "o protótipo 001 da aeronave de transporte e reabastecimento Embraer KC-390 experimentou um evento além do limite planejado no teste de uma das várias configurações experimentadas durante um voo de teste de certificação para avaliar as qualidades de voo em baixa velocidade com simulação de formação de gelo". 

Ainda de acordo com a Embraer, a tripulação executou os procedimentos de recuperação recomendados e conseguiu retornar ao ângulo de ataque normal de voo, porém, as características e a duração das manobras resultaram em uma perda de altitude substancial excedendo limites operacionais tanto de velocidade como de fator de carga. Nesse momento, o teste foi interrompido e a aeronave retornou para a base da Embraer em Gavião Peixoto. "Todos os sistemas da aeronave se comportaram conforme o esperado durante todo o voo", acrescenta a nota. 

Após inspeções detalhadas, o fabricante informa que nenhum dano à estrutura principal da aeronave foi encontrado. Mas "algumas carenagens externas e janelas de inspeção foram danificadas e precisarão ser reparadas antes que a aeronave retorne aos voos". 

O cronograma de certificação do Embraer KC-390 não foi afetado e a entrada em serviço está confirmada para 2018 com a entrega da primeira aeronave de produção para a Força Aérea Brasileira.

As causas  

AERO Magazine apurou que uma das causas para o incidente teria sido uma variação do centro de gravidade. A Embraer refuta essa informação. "O evento não tem relação com qualquer variação de centro de gravidade nem tem relação com o sistema de comandos de voo fly-by-wire". 

Diante da contestação da informação, perguntamos à Embraer o que teria precipitado o episódio se não houve variação do centro de gravidade. A reposta da empresa foi esta: "As causas contribuintes deste incidente estão sendo investigadas". 



Redação

Publicado em 8 de Novembro de 2017 às 18:16


Notícias KC-390 Embraer