Delta Air Lines escolhe avião canadense

Pedido inclui 75 aviões do Bombardier CS100 e opção para o CS300


A Delta Air Lines fechou um contrato firme com a Bombardier para 75 CS100, com opção de compra para outros 50 aviões do mesmo modelo, num acordo estimado em mais de US$ 6,5 bilhões.

A escolha da Delta pelo CS100 é um importante passo para o programa CSeries que enfrenta uma série de atrasos e o ceticismo do mercado. Desenvolvido para ocupar uma faixa intermediária entre os atuais Embraer E-Jet e os Airbus A319 e Boeing 737-700, o CSeries causou uma revolução na indústria aeronáutica. Com motores mais eficientes que seus concorrentes, mesmo que indiretos, o CSeries forçou os principais fabricantes do mundo a remotorizarem e modernizarem seus projetos.

No entanto, uma série de atrasos e mudanças no projeto levaram o mercado a ultrapassar o modelo que deveria ser referência nesse final de década. A escolha da Delta é simbólico ao introduzir o modelo no mercado dos Estados Unidos, tradicionalmente dominado por modelos Embraer nessa categoria.

Além disso, com a provável mudança nas regulamentações norte-americanas é possível que o CS300, a versão de maior capacidade, possa se tornar uma realidade no mercado mais cobiçado do mundo. A Delta possui um acordo para converter parte do pedido para o CS300 em caso de necessidade.

As primeiras entregas devem ocorrer em meados de 2018.

Da redação

Publicado em 2 de Maio de 2016 às 14:30


Notícias Bombardier CS100 CS300 CSeries Embraer E-Jet Delta Air Lines