Faltou dinheiro

Crise obriga maior empresa aérea da Índia a paralisar parte da frota por falta de manutenção

Problemas administrativos levaram a Air India a enfrentar seu pior momento


Mesmo oficialmente tendo apurado lucro, a Air India, a principal empresa aérea indiana, não dispõe de dinheiro para comprar peças e pagar pelos serviços de manutenção por muito tempo.

A despeito de atrações como rotas internacionais lucrativas e slots cobiçados, a Air India precisa ainda encontrar um interessado após o ministério da aviação civil da Índia divulgar um memorando sobre o desinvestimento estratégico – o montante das dívidas desencoraja potenciais compradores.

A empresa de bandeira da Índia também sofre pelo déficit em caixa. O ministério admite que várias aeronaves estão inativas porque a Air India não pode adquirir todas as peças de reposição de que necessita, o que afeta a disponibilidade de fundos para a manutenção.

Além disso, aeronaves adquiridas por leasing foram "groundeadas" durante dois meses, devido a uma série de condições que precisariam ser cumpridas.

O governo indiano procura interessados em adquirir 76% de participação em uma Air India deficitária, que sofre com desinvestimento da Air India Express e da AI-SATS. A data limite para expressar oficialmente o interesse pela aquisição é 14 de maio. A confirmação de qualificação do potencial comprador será realizada do dia 28 de maio. A maior parte das empresas que potencialmente poderiam ter interesse na empresa indiana tem negado a manifestar seu interesse, graças às condições desencorajadoras de venda.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 30 de Abril de 2018 às 13:30


Notícias Air India