Você por aqui?

Caças russos interceptam e escoltam bombardeiro dos EUA

B-1B Lancer foi acompanhado por caças MiG-31 e Sukhoi Su-35S durante deslocamento entre o Alasca e o Pacífico


Bombardeiro B-1 Lancer da USAF é escoltado por caças próximo da fronteira da Rússia

Receba as notícias de AERO diretamente no TelegramWhatsApp e Instagram

Em mais um dia de manobras de dissuasão russos e norte-americanos se encontraram sobre os mares de Bering e Okhotsk. Os sistemas de controle e defesa de espaço aéreo da Rússia detectaram ontem (15), um bombardeiro B-1B Lancer, da força aérea dos Estados Unidos (USAF), voando próximo a região de fronteira.

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que dois Su-35S Flanker E do Distrito Militar Oriental foram imediatamente acionados para acompanhar o bombardeiro norte-americano, logo em seguida acionando outros dois MiG-31 da frota do Pacífico que assumiram a escolta no trecho final.

O bombardeiro estava em rota, voando entre o Alasca e o Oceano Pacífico, passando próximo ao Mar de Bering, estreito que está entre a Sibéria e o Alasca. A região é historicamente um local de grande número de interceptações por ambos os países.

 

No mesmo dia outros quatro caças russos foram acionados para acompanhar o deslocamento de três B-52H da USAF que estavam voando sobre o Mar Negro. De acordo com as autoridades da Rússia, a aproximação ocorreu dentro das normas internacionais de escolta e interceptação. A ressalva ocorreu logo após os Estados Unidos criticarem a abordagem feita pela força aérea russa quando seus Su-27 realizaram manobras consideradas arriscadas e bastante próximas de um B-52H.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 16 de Setembro de 2020 às 09:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing B-52 bombardeiro Su-27 Sukhoi USAF MiG MiG-31 Rússia Estados Unidos