A união faz a força

Caça da Segunda Guerra é restaurado no Rio e motor volta a ser acionado

P-47 Thunderbolt usado pela FAB na guerra recebe manutenção graças a apoio de entusiastas


Após um inédito processo de arrecadação de fundos através de financiamento coletivo, um grupo de entusiastas conseguiu realizar o restauro do clássico Republic P-47 Thunderbolt, aeronave de caça utilizada pela Força Aérea Brasileira (FAB) na Segunda Guerra Mundial.

Ainda que o processo tenha sido de iniciativa popular, contou com apoio do Museu Aerospacial, no Rio de Janeiro.  A restauração da aeronave foi promovida pelo Projeto Quatro Setinho, encabeçada por Gilson Campos e cartunista Fernando Crescenti, com o objetivo de recuperar e manter o propulsor de uma das mais importantes aeronaves pertencentes ao acervo do Musal.

O restauro incluiu uma completa revisão dos sistemas operacionais do P-47, com todo o processo sendo conduzido pela Helisul Táxi Aéreo, com a participação da FAB, da Associação de Amigos do Musal e de outros colaboradores.

O Republic P-47 Thunderbolt, foi o maior e mais pesado caça aliado da Segunda Guerra, sendo um dos mais poderosos de seu tempo. Durante a Segunda Guerra, foi um dos principais aviões de caça utilizados pelos Estados Unidos e por outras forças Aliadas, incluindo a FAB. Equipado com quatro metralhadoras calibre .50 em cada asa, foi empregado pelo Brasil como caça-bombardeiro. Seu peso total podia chegar a oito toneladas e tinha uma velocidade máxima de 704 km/h.

O exemplar de matrícula FAB 4184 foi entregue ao museu em 1987, dois anos depois, foi pintado para representar o B4 do tenente Luiz Lopes Dornelles, piloto abatido e morto na Itália quando executava sua 89ª missão, em 26 de abril de 1945, poucas semanas antes do final da Guerra.

Por Edmundo Ubiratan | Fotos: Gilson Campos

Publicado em 25 de Abril de 2019 às 14:00


Notícias P-47 FAB Senta Pu a Segunda Guerra Caça