Começa a voar em 2022

British Airways avança no lançamento de nova companhia low-cost

Companhia chegou a acordo com sindicato


Boeing 777 da British Airways

Nova empresa fará apenas voos de curta distância, a partir do aeroporto de Gatwick - Foto: Divulgação

A British Airways e um sindicato que representa mais de 10 mil tripulantes e funcionários de solo chegaram a um acordo para a viabilidade do lançamento de sua companhia aérea de baixo custo (low-cost) em 2022. 

A nova empresa fará apenas voos de curta distância e terá como base o aeroporto de Gatwick (LGW), em Londres. Segundo o CEO, Sean Doyle, os planos estão avançando a passos largos e a companhia pode estar operando para atender a demanda da próxima temporada de verão na Europa, entre os meses de junho e agosto.

Está quase definido que a frota será composta por 17 Airbus A320, o que demandará a contratação de 160 pilotos e um número ainda não determinado de comissários. Em 2020, a British Airways afastou 700 profissionais, aplicando licenças não remuneradas ou demissões, devido aos efeitos da pandemia de covid-19. 

Em seu último resultado financeiro, apresentado na última semana, a controladora da companhia britânica, a Internacional Airlines Group (IAG), acumulou prejuízo de US$ 2,83 bilhões (R$ 15,6 bilhões) nos nove primeiros meses de 2021 e espera fechar o ano no vermelho, em US$ 3,47 bilhões (R$ 19,1 bilhões). 

O sindicato se manifestou apenas dizendo que a nova low-cost pode criar empregos em LGW e que a indústria do turismo tem muito a ganhar com a nova opção.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 9 de Novembro de 2021 às 10:00


Notícias noticias noticias de aviação British Airways low-cost custo companhia sindicato pilotos Londres