Inversão de prioridades

Boeing poderá lançar novo avião durante o Paris Air Show

Programa NMA deve apresentar dois projetos similares ao conceito do 757 e 767


A Boeing poderá confirmar o lançamento do programa NMA durante o Paris Air Show, que ocorre ao longo desta semana. O programa NMA se estrutura no desenvolvimento de uma família de aeronaves capaz de substituir o 757 e o 767, utilizando a mesma proposta de projeto, com uma aeronave narrow body e uma wide body.

O programa NMA possui dois projetos em andamento, o NMA-7X, com capacidade entre 225 e 275 assentos, em configuração de dois corredores e o NMA-6X, de corredor único e capacidade de até 200 assentos.

LEIA TAMBÉM

No entanto, o projeto deverá representar uma quebra na tradição do fabricante norte-americano em relação a estratégia de mercado. Usualmente a Boeing lança seus programas com uma aeronave base, de menor capacidade e alcance, oferecendo modelos maiores em um plano sequencial de lançamento.

Conversas nos bastidores do Paris Air Show apontam que a Boeing deverá lançar primeiro o avião de maior capacidade, o NMA-7X, apostando no mercado existente entre o atual 767 e o 787-8 Dreamliner. O modelo deverá competir em um mercado hoje desprovido de uma aeronave de nova geração, tendo como competidor mais próximo o Airbus A330-8neo, mas que representa uma atualização de projeto. O mercado acreditava no lançamento do NMA-6X, que deverá competir de forma direta com o A321XLR, agora oficializado pela Airbus, sendo o substituto do 757.

A primeira indicação da mudança de estratégia surgiu por revelações do presidente da GE Aviation, David Joyce, que afirmou que a fabricante de motores está oferecendo a Boeing um novo motor de 50.000 libras de empuxo força. Sem confirmar os planos do parceiro, Joyce afirmou apenas que provavelmente a Boeing começaram com o modelo de maior capacidade.

A Boeing, como esperado, não comentou sobre as variantes em estudo e a prioridade de lançamento. O presidente da Boeing Commercial Airplanes, Kavin McAllister, afirmou que o programa NMA está em estudos e uma vez concluído o fabricante anunciará sua decisão.

A expectativa é que o primeiro avião derivado do programa NMA será entregue em meados de 2025, dois anos após o A321XLR entrar em serviço.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Arte: AERO Magazine

Publicado em 18 de Junho de 2019 às 08:00


Notícias Boeing NMA 767 757 Airbus A321XLR Paris Air Show GE Aviation