Mais voos

Belo Horizonte terá voos da Eastern para três destinos nos EUA

Expetativa é que inicio das operações ocorra em meados de março de 2021


Operação da Eastern para Belo Horizonte deverá oferecer voos para Miami, Nova York e Boston

A Eastern Airlines deverá operar três voos semanais de Belo Horizonte para Nova York, Boston e Miami. De acordo com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, as operações devem começar em meados de março de 2021.

Embora a Eastern Airlines não tenha anunciado oficialmente as novas rotas para o Brasil, já é possível comprar via internet bilhetes para Miami e Nova York, com a previsão de início das operações para os dias 29 e 30 de março de 2021, respectivamente. Já os voos para Boston ainda não tem uma data definida.

A BH Airport, concessionária que administra o aeroporto de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, confirmou o início das operações da Eastern para março, com voos entre Belo Horizonte e Nova York às terças e sábados e para Miami às segundas e sextas-feiras.

“Estamos sempre em busca de ampliar o número de destinos a partir de Belo Horizonte, principalmente para mercados internacionais, e essa parceria com a Eastern é uma ótima notícia em um ano de incertezas trazidas pela pandemia da covid-19”, comentou Clayton Begido, gestor de conectividade e aviação da BH Airport.

Atualmente a companhia norte-americana tem a sua disposição os Boeing 767 e 777-200, este último recém-adquirido e que ampliou a capacidade de assentos.

Saiba Mais...

Apesar de ter operado voos regulares no passado para São Paulo e Rio de Janeiro, a marca da Eastern Airlines foi utilizada duas vezes no passado, tendo decretado falência nas oportunidades, fechando as portas pela primeira vez em 1991 e a segunda em 2017. Ainda que outros nomes famosos da aviação tenham tentado ser retomados, como a outrora poderosa Pan American Airways (Pan Am), a Eastern foi agora reorganizada, ganhando nova identidade corporativa, abandonando a pintura que a empresa original usou até os anos 1990.

Após a fusão com a empresa especializada em voos Charter Dynamic Airways, em 2019, a “nova” Eastern Airlines focará as suas operações para mercados secundários de baixo custo e voos fretados. A nova empresa com sede em Miami pretende voar em destinos com elevado potencial de demanda na América Latina, especialmente para o Caribe e importantes cidades da América do Sul, como Belo Horizonte. A capital mineira que antes da crise do coronavírus contava apenas com voos da Azul para os Estados Unidos, via Fort Lauderdale, é visto como um destino potencial, ainda que considerado secundário quando comparado com o tráfego existente em São Paulo e Rio de Janeiro.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 14 de Dezembro de 2020 às 16:30


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 767 777 Eastern Airlines BH Airport Boston NYC Nova York Miami Caribe Romeu Zema