A qualquer custo

Aviões fazem operações para retirar centenas de pessoas do Afeganistão

Moradores invadiram aeroporto de Kabul para tentar fugir dos Talibãs


 

 

Aeroporto de Kabul

Vários afegãos tentando fugir em um Boeing 777-300ER da Turkish Airlines - Foto: Reprodução/sudhirchaudhary.

O aeroporto de Kabul, no Afeganistão, está vivendo momentos dramáticos desde o último domingo (15), quando o grupo extremista Talibã tomou o poder após vinte anos de ocupação por tropas norte-americanas.

Centenas de pessoas estão tentando fugir por via aérea e invadiram todos os espaços do aeroporto internacional Hamid Karzai (KBL) buscando, de alguma forma, embarcar nas poucas aeronave que estão deixando o país.

Pelo menos cinco pessoas morreram no aeroporto, que foi tomado pelo caos e pelo desespero. Ainda que no início da tomada do talibã várias companhias aéreas tenham voado para o país, atualmente até mesmo o sobrevoo do território está sendo evitado, voos comerciais foram suspensos e apenas aeronaves militares podem operar no local. 

No fim da tarde, um Boeing C-17A Globemaster III da força aérea dos Estados Unidos (Usaf, na sigla em inglês) decolou de KBL com cerca de 800 pessoas a bordo para um destino não informado. Pelo menos outras dez aeronaves militares estariam envolvidas em outras operações semelhantes, bem como a retirada de cidadãos estrangeiros.

No fim da madrugada de hoje (16), um Notam informou que qualquer aeronave que sobrevoasse Kabul estaria o fazendo por sua conta e risco. Antes disto, pelo menos duas companhias aéreas, as árabes Emirates e FlyDubai, anunciaram a suspensão de voos para o Afeganistão por tempo indeterminado.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 16 de Agosto de 2021 às 05:55


Notícias noticias noticias de aviação Aeroporto Kabul Afeganistão Operação Militares