Foco em mulheres e minorias

Mulheres e minorias são prioridades em concurso para controlador nos EUA

Recrutamento visa preencher mais de 4.000 vagas em até cinco anos


Torre de Controle do Aeroporto JFK

FAA fechou o ano de 2020 com 14.242 controladores ativos e precisa de mais de 4 mil profissionais

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) fechou, na segunda-feira (2), uma campanha para começar a preencher 4.300 vagas para novos controladores de tráfego aéreo nos próximos cinco anos.

O órgão está mirando mulheres, minorias e moradores de comunidades carentes neste recrutamento, que teve o apoio de atuais profissionais que gravaram depoimentos nas redes sociais e em entrevistas ao vivo. 

O treinamento para os selecionados será realizado na academia da FAA, em Oklahoma City, na região central do país. Após a formatura, os aprovados passarão por um período de estágio visando a plena capacitacão prática para controle do espaço aéreo dos Estados Unidos, o mais movimentado do mundo. Em dólares, o salário pode atingir mais de US$ 100 mil anuais. 

"Ter indivíduos com diversas origens nos ajuda a encontrar maneiras de continuar a melhorar a segurança e a eficiência da aviação. Espero que mais pessoas busquem a oportunidade de se tornar um controlador de tráfego aéreo como resultado desse esforço”, disse  Steve Dickson, administrador da FAA.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 3 de Agosto de 2021 às 10:35


Notícias noticias noticias de aviação FAA Estados Unidos Controladores Seleção Contratação