Futuro elétrico depende de novas baterias

Avião elétrico israelense poderá se tornar realidade em 2021

Aeronave de 9 lugares será apresentada no próximo ano e conta com 9.400 conjuntos de baterias


Após a israelense Eviation Aircraft firmar um acordo com a sul-coreana Kokam, para fornecimento de baterias, a empresa pretende apresentar até 2021 sua primeira aeronave, que será totalmente elétrica.

O projeto prevê uma aeronave bimotora de nove lugares, totalmente propulsionado por motores elétricos. O protótipo batizado como Alice deve ter um alcance de até 650 nm (1.200km), inferior aos 1.000 nm (1.850 km) do Cessna Caravan. Porém, o preço estimado será cerca de US$ 2 milhões a mais do que da aeronave norte-americana. O fabricante argumenta que um dos benefícios será a redução nos custos de operação e manutenção.

Um dos desafios do projeto é a concepção das baterias, que ainda sofrem com limitações físicas e químicas, além da arquitetura de construção. Com relação à configuração das baterias, os 9.400 conjuntos estão instalados em toda estrutura da cabine, do piso ao teto, assim como nas asas. São 3,8 toneladas, o que representa 60% do peso máximo de decolagem do avião.

A Eviation espera voar o demonstrador Alice até o final do ano, com a primeira apresentação pública ocorrendo no Paris Air Show 2019. Para entrar em regime de produção comercial será necessário investimentos em torno dos US$100 milhões. 

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 19 de Fevereiro de 2018 às 15:00


Notícias Eviation