Posso, mas não quero

Alemanha se recusa a comprar o F-35 Lightning II

Decisão causa ruído entre membros da Otan e leva a questionamentos na aliança


O governo alemão optou por não adquirir o F-35 Lightning II como substituto aos veteranos Tornados. O ministério da defesa da Alemanha cogita adquirir novos Eurofighters ou mesmo o norte-americano F/A-18 Super Hornet para modernização da frota.

Embora não tenha explicitado publicamente o motivo da opção por não adquirir o F-35, o único caça de quinta geração disponível para venda no mercado internacional, a decisão gerou ruído na Otan. Os países europeus da aliança militar questionaram a posição de Berlim, que mesmo dispondo do maior orçamento militar entre os países da União Europeia, não planeja operar aeronaves com capacidade furtiva de novos sistemas de guerra eletrônica.

F-35 foi projetado nos Estados Unidos em parceria com consórsio de países, muitos membros da Otan

O país poderá manter sua estratégia nos Eurofighter, que são de uma geração imediatamente anterior, sendo considerados de geração 4++, que embora avançados, não contam com recursos exclusivos do F-35.

De acordo com artigo do Financial Timer, a Alemanha estaria dando um passo retrógado, em relação a seus aliados europeus, podendo inclusive comprometer a capacidade de ação e resposta.

Por Edmundo Ubiratan | Fotos: Divulgação

Publicado em 30 de Abril de 2019 às 14:30


Notícias Lightning II F-35 Lockheed Martin Boeing F/A-18 Super Hornet Hornet Eurofighter Typhoon