Labace 2015

O desafio das asas rotativas

Principais fabricantes de helicópteros levam modelos consagrados para exposição estática e renovam estratégias de venda para o mercado brasileiro

Por Rodrigo Duarte em 3 de Setembro de 2015 às 00:00

Grand New  no estande da AgustaWestland

Grand New no estande da AgustaWestland

O mercado de asas rotativas marcou presença mais uma vez na Labace. Sem a exuberância de outras edições, os três principais fabricantes de helicópteros expuseram na feira modelos consagrados enquanto promoviam estratégias comerciais mais agressivas. Apesar do câmbio e da crise, sobretudo no setor de óleo e gás, os brasileiros continuam comprando aeronaves. Segundo dados não oficiais de fontes do trade, foram mais de 10 contratos de venda assinados em 2015, sendo um da AgustaWestland, anunciado justamente durante a Labace, três da Helibras, subsidiária da Airbus Helicopter, e oito da TAM Aviação Executiva, representante da Bell Helicopter, que não divulga seus números oficialmente por política interna.

Nos estandes, mais reuniões de negócios do que novidades neste ano de retração econômica. A Helibras continua trabalhando para fortalecer as novas nomenclaturas de suas aeronaves. O tradicional AS350, conhecido como Esquilo, tem agora a denominação H125. Essa é a diferença mais gritante nos novos nomes da marca, já que os outros modelos têm basicamente a mesma designação, como o H120 (antigo EC120), o H130 (antigo EC130) e daí por diante. Também há um forte trabalho em apagar o antigo nome Eurocopter e fixar a marca Airbus Helicopters. Na exposição estática, destaque para uma aeronave H130 T2 disponível para pronta entrega.

A AgustaWestland participou da Labace com seu tradicional chalé à moda Italiana. Durante o evento, anunciou a venda de um helicóptero modelo A109 Grand New para um laboratório farmacêutico do interior paulista. Apesar do anúncio da certificação do modelo AW169 no último mês de julho, o aguardado modelo, com mais de 150 unidades vendidas no mundo, ainda não pousou em terras brasileiras, o que deve acontecer em breve.

A Bell Helicopter expôs três modelos naquele que foi o maior espaço para helicópteros da Labace. Estavam presentes o Bell 429 WLG, o Bell 407GX e a maquete em tamanho real do Bell 505 Jet Ranger, que é o maior sucesso da atualidade para a marca com mais de 350 unidades vendidas – 15% no Brasil. Montada agora sobre um caminhão, essa maquete ficará até o fim do ano em demo tour por vários aeroportos brasileiros. Durante o evento, a Bell anunciou a certificação dos interiores Ultra VIP do fabricante italiano Mecaer para o modelo 429, melhorando o acabamento e conforto e diminuindo o ruído interno da cabine.

Destaque também para a presença dos hangares Helipark e Helicidade. O Helicidade procurou inovar apresentando helicópteros disponíveis para venda no mercado, deixando-os em exposição aos interessados já com oferta de um pacote de financiamento. Muitos pilotos circularam por ali e o clima continua sendo de apreensão diante das crescentes vendas de helicópteros para o exterior, das demissões nos táxis-aéreos e do fechamento ou enxugamento de departamentos tradicionais de aviação de empresas brasileiras.


Feira helicóptero Labace fabricante renova estratégia Helibras AgustaWestland Bell Helicopter Helipark Helicidade

Artigo publicado nesta revista

Exclusivo Honda Jet

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 202,80R$ 405,60R$ 202,80R$ 202,80
Assine Agora porR$ 162,24R$ 283,92R$ 119,96R$ 119,96
Desconto
EconomizaR$ 40,56R$ 121,68R$ 82,84R$ 82,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 54,08 6x R$ 47,68
Assinando agora você GANHA também 2 Posters 2 Posters + relógio de mesa personalizado
Exclusivo Honda Jet

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas