À procura de pilotos

Você teria coragem para testar um carro voador?

Fabricantes de carros que voam procuram pilotos de ensaios


Gradativamente, os veículos híbridos automóvel-avião se aproximam do estágio em que diversos modelos, já certificados, possam ser comercializados. É claro que antes da sua adoção cada novo projeto deve ser rigorosamente testado, o que poderá se constituir em um problema: onde encontrar pessoas suficientemente corajosas para os longos e críticos períodos de ensaios no ar?

Planos como os da Uber não são os únicos. Eles apontam para um sistema de aviação urbana nos próximos 10 anos. Esta semana, a Agência para Vias e Transporte de Dubai anunciou que pretende lançar drones autônomos para um só passageiro até julho próximo.

O número de ofertas de carros voadores inclui os fabricantes Joby Aviation, Hang, Zee Aero e Kitty Hawk entre outros. Mesmo empresas maiores como a Airbus admitem que estudam o novo modal de transporte. Enquanto empresas como a AeroMobil (foto) e Terrafugia mostraram que podem construir aviões que também se deslocam por terra, o equilíbrio entre as qualidades do veículo como carro e como avião não é fácil de conquistar. 

E em meio ao penoso processo de enfrentar e superar todos os obstáculos entre um projeto teórico e o sucesso comercial, a procura por pilotos e engenheiros de ensaios de voo se desenrola em paralelo. Comentando os drones de Dubai, em entrevista à BBC, o pesquisador aeronáutico Steve Wright da Universidade West of England declarou que "a parte crítica é criar sistemas à prova de falhas e gostaria de ver estes drones voarem ao menos 1.000 horas, antes de transportar um passageiro".

Ernesto Klotzel

Publicado em 17 de Fevereiro de 2017 às 20:11


Notícias Joby Aviation Hang Zee Aero Kitty Hawk AeroMobil Terrafugia