Curiosidades

Um mês de março agitado

Em março 1969 a aviação assistia um turbilhão de acontecimentos


O início de março de 1969 foi bastante agitado. No dia 2, o supersônico Concorde alçava voo pela primeira vez. O novo avião prometia revolucionar o transporte aéreo, voando duas vezes a velocidade do som poderia cruzar o Atlântico Norte em pouco mais de três horas.

Embora tivesse perdido a primazia do primeiro voo civil supersônico para o soviético Tupolev Tu 144, que havia realizado o primeiro voo em dezembro de 1968, o Concorde tinha como trunfo a chance de conquistar as principais empresas aéreas do planeta. Seu irmão socialista estaria fadado a voar apenas na Aeroflot e com um pouco de sorte poderia também ser vendido para alguma empresa aérea dentro da área de influência de Moscou.

Testes em órbita baixa da Apollo 9 - Foto: NASA 

No dia 3 de março, a NASA lançou a Apollo 9, terceira missão tripulada do programa Apollo e a primeira missão a ser lançada ao espaço completa, com o módulo de comando, o módulo de serviço e o módulo lunar. O objetivo era testar em órbita terrestre o equipamento desenvolvido para pousar na Lua, principalmente o módulo lunar. A NASA ainda lançaria nas próximas semanas a Apollo 10 e famosa Apollo 11.

 

Três semanas antes, a Boeing havia realizado o primeiro voo com o 747 Jumbo, que logo se tornou o flagship da maioria das empresas aéreas do planeta.

O Brasil naquele início de março de 1969 estava dedicado aos teste em voo do já batizado EMB-110 Bandeirante e finalizava os detalhes para inauguração da Embraer.

Talvez a aviação jamais assista outro período tão agitado.

Da redação

Publicado em 2 de Março de 2015 às 17:18


Notícias Boeing 747 Concorde Tupolev Tu 144 NASA Apollo Apollo 11 Apollo 10 Embraer EMB-110 Bandeirante Aeroflot