Aviação Comercial

Monitoramento de aeronaves via internet causa polêmica na Europa

Segundo alguns analistas, esse sistema pode ser utilizado por terroristas ou pessoas mal intencionadas


O site FlightRadar24 tem trabalhado para conseguir implementar a nível mundial o monitoramento MLTA (Multilateration) de aeronaves. O sistema originalmente foi desenvolvido para fins militares, com objetivo de localizar com precisão as aeronaves evoluindo sobre o espaço aéreo por meio do método conhecido como TDOA (Time Difference of Arrival). De modo simplificado, o MLTA emprega diversas estações terrestres, instaladas em pontos estratégicos ao redor de um aeroporto, terminal ou pontos diversos de um centro, que captam dados dos transponders modo A/C/S, interrogando e obtendo tais respostas em dado período. O sistema funciona mesmo sem o ADS-B e IFF. Porém, tal procedimento tem chamado atenção de autoridades, especialmente na Comunidade Europeia, que vem tentando barrar o uso de tais tecnologias com o argumento de que há violações de privacidade e segurança. Segundo alguns analistas, o monitoramento de aeronaves através da internet pode ser utilizado por terroristas ou pessoas mal intencionadas. De outro lado, outros especialistas discordam, afirmando que tais aplicativos de maneira alguma apresentam risco a segurança de voo, já que grupos extremistas sempre terão uma forma de obter dados de seu interesse.

Da redação

Publicado em 5 de Setembro de 2013 às 12:00


Notícias monitoramento de aeronaves polêmica europa