Caracas se isola

Latam e Lufthansa cancelam voos para Venezuela

Medida ocorre após país dificultar o acesso ao valor de venda das passagens


O caos econômico e político que aflige a Venezuela tem levado as principais empresas aéreas do mundo a cancelarem seus voos para o país.

A Latam Airlines anunciou que cancelará seus voos para Caracas dias após a alemã Lufthansa realizar o mesmo comunicado. Diversas companhias aéreas estrangeiras têm sofrido com a dificuldade em repatriar a divisa oriunda das vendas dos bilhetes aéreos.

O governo venezuelano tem proibido o repasse do dinheiro para empresas estrangeiras, sob alegação de necessidade de fazer caixa para a séria crise financeira que assola o país. As companhias aéreas estimam perdas em mais de US$ 2 bilhões.

Como na maior parte dos países, as empresas realizam a venda de bilhetes na moeda local, para posteriormente converter em dólares para a repatriação do valor. Entretanto, o governo de Nicolás Maduro mudou as regras, tornando a taxa oficial de 12 bolívares para cada 1 dólar. Em 2012, a taxa preferencial era de 4,3 bolívares para US$ 1.

A Gol também cancelou seus voos para Caracas em fevereiro, assim como diversas companhias dos Estados Unidos e Europa.

A saída de mais duas empresas aéreas torna a Venezuela ainda mais carente de transporte aéreo e reduz drasticamente sua ligação via aérea com o mundo.

Da redação

Publicado em 31 de Maio de 2016 às 15:00


Notícias Latam Lufthansa Gol