Cortes e custos

Latam demite 1.200 funcionários e vai terceirizar serviços no Rio e em Guarulhos

Cortes ocorrem em meio a pressão cambial, alta do combustível e aumento da concorrência


A Latam cortou 1.200 funcionários diretos nos aeroportos de São Paulo e Rio de Janeiro. A companhia passará a contar com trabalhadores terceirizados com intuito de reduzir custos. A partir da próxima semana, as operações de rampa, limpeza, gestão de equipamentos de solo e atendimento a clientes com bagagens perdidas serão prestados pela Orbital-WFS.

Embora a Latam não confirme os números, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac) afirma que foram 850 demissões em Guarulhos e 350 no Galeão.

Em comunicado, a Latam informa que a decisão está de acordo com as práticas adotadas pela indústria de aviação civil global, buscando maior sinergia em áreas que podem ser terceirizadas sem ônus aos passageiros.

Após a fusão entre a chilena Lan e a brasileira Tam, o mercado não cresceu conforme esperado, somado ao Brasil ingressar em sua maior crise econômica de toda história. As altas de preço do petróleo e do dólar nos mercados brasileiro e argentino têm pressionado a empresa a buscar formas de reduzir custos ao mesmo tempo que adota um modelo de baixo custo nas operações domésticas na América do Sul. A Latam registrou prejuízo líquido de US$ 134 milhões no último trimestre.

 

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 31 de Agosto de 2018 às 18:00


Notícias Latam Tam Lan Galeão GRU