Perda de visão por durar segundos ou minutos

Irlanda pede a Portugal mais vigilância contra raios laser

Piloto da Ryanair teve 'cegueira temporária' durante um pouso na cidade do Porto




Investigadores de acidentes aéreos da Irlanda solicitaram das autoridades da aviação civil portuguesa uma revisão na legislação atual no que se refere ao uso perigoso de lasers. A medida acontece depois de um incidente grave: uma arremetida comandada pela tripulação de um voo da Ryanair causada pela "cegueira temporária" da piloto em comando. 

Uma investigação do incidente ao Aeroporto do Porto, Portugal, em 5 de setembro de 2015, evidenciou a falta de legislação em Portugal para o ato de apontar o laser na direção do cockpit de aeronaves. As autoridades portuguesas delegaram o exame do incidente à Unidade de Investigação de Acidentes Aéreos do Ministério de Transportes da Irlanda, por ser o país “o estado de registro da aeronave envolvida”.

O voo, de Lille, na França, ao Porto em um Boeing 737-800 se achava na aproximação final pouco após as 21h00h quando o copiloto que estava no comando teve sua atenção desviada pelo feixe verde de um laser apontado para o avião, mas sem ter como alvo o cockpit. Como desapareceu momentaneamente de vista, o copiloto julgou que havia sido desligado.

No entanto, após estabelecer o regime de aproximação, o laser voltou da mesma posição apontando agora diretamente para o interior da cabine de comando. O copiloto protegeu sua vista com a mão. A comandante que monitorava o voo do colega não havia notado o feixe de laser recebendo seu impacto direto quando, olhou para fora, pois se concentrava no painel de instrumentos. Ela sofreu uma perda temporária de visão que pode durar de segundos a minutos.

Como resultado, a coordenação da tripulação foi comprometida, atrasando o pouso diante da instabilidade da aproximação. O laser pareceu operar de uma area próxima ao centro do Porto, o que, segundo o copiloto, é “acontecimento rotineiro”.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 12 de Setembro de 2017 às 09:00


Notícias