Indústria

GE quer usar diesel em motores turbo-hélice

Empresa busca aprovação da EASA para utilizar diesel na família H series


A GE Aviation apresentou pedido à EASA (European Aviation Safety Agency) para utilizar o diesel S-10 na família de motores turbo-hélice H Series, utilizada em aeronaves dos mercados agrícola, de negócios e utilitários.

A expectativa é que o uso de diesel ajudem os operadores brasileiros a reduzir os custos de combustível em até 25%.

O motor H Series consome, em média, 180 litros de querosene por hora. Com o diesel S-10, operadores poderiam economizar mais de US$ 225 mil em custos de combustível entre uma revisão e outra, realizada a cada 3.600 horas.

“Com o diesel, nós poderemos ajudar os nossos clientes a diminuir significativamente os custos de combustível, mantendo a mesma confiabilidade e durabilidade demonstradas com os serviços de manutenção” disse Brad Mottier, vice-presidente e gerente geral de Sistemas Integrados da GE Aviation “Por muito tempo, o segmento de aviação não passou por muitas inovações técnicas” completa.

A família de turboélices H Series combina design 3D aerodinâmico e materiais avançados e não necessitam de inspeções recorrentes do bocal de combustível e da região conhecida como hot section (câmaras de combustão e adjacências). A GE também está desenvolvendo para a mesma série de motores o sistema de controle eletrônico integrado do motor, visando aumentar a precisão da alavanca e integrar ao sistema a capacidade de auto iniciar, para auxiliar no trabalho do piloto.

A família de motores H Series está presente em nove modelos de aeronaves, incluindo o Thrush 510G, Nextant Aerospace G90XT e Aircraft Industries L410.

Da redação

Publicado em 26 de Agosto de 2014 às 15:00


Notícias