Aviação executiva

Falta de combustível em SP pode afetar aeroportos

Justiça manda greve acabar; caminhoneiros continuam de braços cruzados


A greve dos caminhoneiros que distribuem combustíveis na cidade de São Paulo, que já afeta muitos postos na capital, pode afetar também os aeroportos. NOTAMs foram distribuídos a pilotos, companhias e táxis aéreos para que planejem o abastecimento de suas aeronaves em outras bases até que a paralisação nas entregas seja resolvida. De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, não há relatos de problemas no aeroporto de Congonhas. Até às 11h, eram quatro voos atrasados e um cancelado, nenhum por problemas relacionados ao abastecimento. Caminhões transportaram combustível de aviação do aeroporto de Guarulhos para Congonhas. Outros 40 caminhões abasteceram serviços essenciais durante a madrugada, como transporte coletivo, batalhões de polícia, entre outros, incluindo o aeroporto de Congonhas. Decisão judicial determinou que os caminhoneiros devem encerrar a greve e retomar a distribuição de combustível. Sindicatos da categoria acataram a decisão, porém, até o momento, a distribuição está longe de ser normalizada.

Da Redação

Publicado em 7 de Março de 2012 às 13:20


Notícias