Aviação Geral

Entidades cobram da Anac mais ações

Organizações ligadas à aviação geral dizem que faltam políticas públicas para o setor e reclamam do que consideram má prestação de serviços e dificuldades operacionais da agência


Entidades ligadas à aviação geral protocolam comunicado oficial para expor suas preocupações em relação às políticas públicas adotadas para o setor. A ação conjunta, envolvendo APPA-AOPA Brasil (Associação de Pilotos e Proprietários de Aeronaves), a ABUL (Associação Brasileira de Ultraleves), a ACRO (Associação Brasileira de Acrobacia Aérea), a CAB (Comissão de Aerodesporto Brasileira) e a FBVV (Federação Brasileira de Voo a Vela), expõe à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), à SAC (Secretaria de Aviação Civil) e à Casa Civil da Presidência da República as dúvidas do setor no que diz respeito "ao funcionamento da ANAC, quanto às ausências de políticas destinadas à aviação geral e à insegurança causada pela instabilidade e anacronismo regulatórios, bem como pelos maus serviços prestados aos usuários da aviação geral". Em outras palavras, as entidades se queixam "da inoperância e da dificuldade em se obter pequenos avanços debatidos há meses (em alguns casos há anos), perante a Anac". De acordo com o documento, a ausência de políticas e a má prestação de serviços, associadas às dificuldades operacionais da ANAC, embora muitas vezes contornadas por esforços pessoais de alguns dos seus servidores, incluindo diretores, não pode mais ser tratada como uma situação passageira, passível de correção. Para a APPA-Brasil, avanços que vinham sendo percebidos há algumas semanas, após o estado de greve que afetou todas as agências federais, combinado com outros fatores internos e denúncias que vem a público quase semanalmente, quando não regrediram a estágios iniciais. "A agenda de assuntos apresentados recentemente continua intocada, ora por falta de servidores, ora por falta de clareza de políticas, ora por efetiva impossibilidade operacional", diz Humberto Branco, da APPA Brasil.

Da redação

Publicado em 9 de Outubro de 2012 às 09:13


Notícias