Acesso ao mercado europeu

Embraer vende dois KC-390 Millennium para a Hungria

País é o segundo membro da Otan a escolher o cargueiro tático brasileiro


C-390 húngaros terão capacidade de reabastecimento em voo, similares aos utilizados pela FAB

A Hungria assinou um contrato para a aquisição de dois C-390 Millennium, o avião de transporte multimissão de nova geração da Embraer. As aeronaves terão capacidade de reabastecimento aéreo, utilizando a popular designação de KC-390.

Um dos destaques do KC-390 é ser totalmente compatível com operações padrão Otan, inclusive em termos de comunicação e sistemas de missão. Além disso, o sistema de reabastecimento tipo sonda e cesto (probe-and-drogue, em inglês), permite reabastecer o Saab JAS 39 Gripen utilizados pela força aérea húngara, bem como outras aeronaves que empregam a mesma tecnologia.

Os dois KC-390 que serão destinados a Hungria serão os primeiros com a opção de configuração especial que converte seu amplo interior em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), tornando o modelo capaz de realizar missões humanitárias críticas, especialmente em casos de catástrofe.

Além do sistema que transforma o avião em uma unidade de Evacuação Médica, Busca e Resgate, a força aérea húngara ainda terá o avião apto a realizar missões de transporte, lançamento de carga de precisão, operação com paraquedistas e deslocamento de tropas.

O acordo formalizado com a Embraer inclui treinamento de pilotos e técnicos, bem como outros serviços e suporte. As entregas estão programadas para começar em 2023.

“Após a aquisição de aeronaves de transporte aéreo de pessoal em 2018, a aeronave KC-390 será entregue à Hungria, em 2023 e 24, com capacidade tanto de lançar grandes cargas militares em um ambiente operacional como de reabastecimento aéreo”, disse Gáspár Maróth, Comissário do Governo para o Desenvolvimento da Defesa.

A Hungria tem modernizado ao longo dos últimos anos sua capacidade de defesa aérea, com aquisição de modernos meios, inclusive sendo um dos primeiros clientes internacionais do Gripen C/D, modelo antecessor ao adquirido pelo Brasil. A capacidade do KC-390 húngaro será similar ao modelo brasileiro, incluindo a completa integração com as capacidades do Gripen.

“Estamos adquirindo uma frota de transporte multimissão para que as Forças Armadas da Hungria cumpram, de maneira soberana, a mais ampla gama de tarefas no âmbito nacional”, explicou Maróth.

A Hungria se tornou o segundo país europeu, assim como o segundo membro da Otan, a escolher o C-390, que foi também adquirido por Portugal. Aliás, as cinco aeronaves portuguesas se encontram atualmente na linha de produção e estarão em serviço em 2023.

 “Estamos honrados por termos sido selecionados pelo Governo Húngaro e pelas Forças Armadas da Hungria para fornecer a aeronave de transporte multimissão”, disse Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

Conforme esperado por analistas e especialistas de mercado, o C-390 Millennium iniciaria sua campanha de vendas bem-sucedida no exterior após ser declarado operacional pela Força Aérea Brasileira. O cargueiro passou a operar no Brasil no ano passado, tendo assumido ao longo de 2020 uma série de missões, especialmente relacionadas ao transporte logísticos para combate a pandemia de covid-19.

  • Se inscreva no canal da AERO Magazine no YouTube clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 17 de Novembro de 2020 às 09:50


Notícias notícias de aviação aeronave avião Embraer KC-390 C-390 cargueiro FAB força aérea Hungria Gripen Saab JAS 39