EasyJet

EasyJet Airline Co., mais conhecida como easyJet, quer mais mulheres no cockpit

Empresa dobrou o número após campanha de recrutamento de pilotos femininos

Ernesto Klotzel em 15 de Dezembro de 2016 às 18:47

A campanha da easyJet recebeu o nome Amy Johnson homenagem à primeira mulher a voar do Reino Unido à Austrália o que, certamente motivou muitas candidatas. A easyJet declarou que deseja aumentar ainda mais o número de mulheres no cockpit e estabeleceu a meta de 20% de mulheres no número total de aspirantes a piloto. A aérea admite que esse objetivo significa forçar o potencial feminino ao máximo pois a admissão atual de mulheres é de apenas 6%.

Atualmente, a easyJet conta com 164 mulheres no cockpit: 62 são comandantes, correspondendo a cerca de 14% do total no mundo. Entre elas, Kate McWilliams de 26 anos, que no começo do ano, tornou-se a mais jovem comandante no mundo a serviço de uma das principais companhias aéreas comerciais. Baseada em Gatwick, Kate pilota jatos Airbus A319/320 para destinos como Islândia, Israel e Marrocos. 

No mundo, somente 3% dos pilotos de linha aérea são mulheres e, por enquanto, apenas 450 chegaram ao posto de comandante. Juntas, elas caberiam num Airbus A380


Notícias EasyJet Kate McWilliams


A330NEO

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 172,80R$ 302,40R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 43,20R$ 129,60R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 57,60 6x R$ 50,40
Assinando agora você GANHA também 4 Pôsteres PORTA COPOS
A330NEO

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas