Fogo!

Companhias adotam embalagens antichamas para evitar incidentes com eletrônicos

Incêndios com baterias de íons de lítio obriga empresas a buscarem soluções emergenciais



Bolsa e luvas que são utilizados em caso de sinal de superaquecimento das baterias a bordo.

A Delta Air Lines pretende equipar toda a sua frota com bolsas de contenção de fogo, seguindo o exemplo da Alaska Airlines, por causa dos recentes casos de incêndio com aparelhos eletrônicos.

As companhias aéreas também estão incrementando os currículos de treinamento de seus funcionários e detalhando o modo correto de usar as bolsas contra incêndios a fim de conter uma ameaça de superaquecimento das baterias dos celulares e tablets.

Dos 129 incidentes envolvendo superaquecimento, fogo, fumaça ou exmplosão registrados pelo FAA (Federal Aviation Administration) ao longo dos últimos 25 anos, 17% deles ocorreram neste ano, principalmente por causa das baterias de íons de lítio.

Ernesto Klotzel

Publicado em 18 de Outubro de 2016 às 16:00


Notícias Delta Air Lines