Efeito político

C-17 partiu do Afeganistão com 823 pessoas a bordo

Dado corrige estimativa anterior, mas ainda está abaixo do recorde de pessoas transportadas pelo modelo


 

Aproximadamente 640 pessoas viajaram a bordo do C-17 da força aérea dos EUA

As imagens de um C-17 Globemaster III com o compartimento de cargas com centenas de refugiados afegãos rodou o mundo. Diversos C-17 estiveram no Afeganistão com a missão de evacuar funcionários do governo dos Estados Unidos e outros cidadãos estrangeiros.

Um dos voos mais famosos foi o Reach 817, que deveria ter decolado apenas com algumas pessoas, incluindo afegãos, mas centenas de pessoas cercaram o avião e foram autorizadas a embarcar pela tripulação. Ainda que as notícias iniciais tenham apontado um total de 800 pessoas a bordo, horas depois a força aérea dos Estados Unidos (Usaf), afirmou que haviam 640 ocupantes. Porém, uma nova contagem mostrou que o total foi de 823 pessoas, visto que haviam criança de colo anteriormente não contabilizadas.

O C-17 voou entre Cabul, no Afeganistão e a base aérea de Al Udeid, localizada próxima de Doha, no Qatar.

Ainda que a imagem tenha surpreendido muitos, essa não é a primeira vez que um C-17 decola com centenas de refugiados a bordo. Após a passagem de um tufão nas Filipinas, em 2013, um C-17 da força aérea dos Estados Unidos decolou com 670 pessoas a bordo.

Em ambos os casos, os ocupantes viajam sentados no chão, utilizando apenas correias de amarração de cargas como cintos de segurança improvisados. O procedimento é usado apenas em casos de emergência, optando por máxima capacidade a bordo.

Saiba mais ...

O avião utilizado na missão Reach 817, ostenta a matrícula 01-0166 e pertencen à 36ª Ala Aérea, da Base Aérea de Dover, no Delaware.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 18 de Agosto de 2021 às 09:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação C-17 Globemaster III Boeing Qatar Al Udeid Afeganistão Cabul