Proibido de voar

Boeing modifica sistema de controle do 737 MAX

Alteração envolve uso de sistema de computadores duplo e software atualizado


A Boeing está trabalhando em uma nova arquitetura de controle para o 737 MAX. O avião deverá agora contar com um sistema duplo, incluindo uma completa revisão do software.

O novo sistema utiliza um cruzamento de dados entre dois módulos de controle, que avalia de maneira eficiente e correta a atitude da aeronave. Em simulações da FAA, a agência de aviação civil dos Estados Unidos, uma falha na interpretação dos dados forçava o avião a baixar o nariz mesmo em situações onde não era necessário. A atualização do sistema permitirá o avião reconhecer uma eventual situação de risco.

LEIA TAMBÉM

Nos dois acidentes com o 737 MAX o sistema MCAS atuou colocando o nariz do avião para baixo, tendo os pilotos tido dificuldades para interpretar a falha e corrigir o problema. Outros casos similares, que os pilotos conseguiram solucionar a pane, ajudaram as autoridades aeronáuticas identificaram graves falhas no MCAS.

A expectativa é que o novo sistema seja capaz de resolver todos os eventuais problemas de controle do 737 MAX e permitirá o retorno das operações da aeronave. Ainda que sem uma data para a suspenção da proibição dos voos, a previsão é que assim que a FAA aprovar as modificações, um recall será realizado, permitindo o retorno dos voos semanas após a autorização oficial.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagens: Divulgação

Publicado em 6 de Agosto de 2019 às 16:00


Notícias Boeing 737 MAX 737 Lion Air Ethiopian Airlines Boeing Field Renton