Peso máximo

Menor avião da Airbus terá alcance estendido

A220 terá maior peso máximo de decolagem e pretende ampliar vantagem sobre o rival da Embraer


Airbus A220-300 em voo

A220-300 terá alcance ampliado para 5.713 km e ganhará uma tonelada adicional no peso máximo de decolagem

A Airbus está trabalhando para ampliar o alcance da família de aviões regionais A220, com objetivo de atender um maior número de clientes.

O projeto é focado em melhorar a relação entre alcance e capacidade do A220, aprimorando o alcance do A220-300 para 3.550 milhas náuticas (5.713 km), ante os atuais 3.350 milhas náuticas (5.391km).

Embora o aumento pontual na distância que pode ser percorrida pelo modelo, a melhoria permite ao A220-300 operar em rotas de maior densidade, muitas vezes em voos hoje realizados por aeronaves de geração anterior como o A319 e Boeing 737-700.

“À medida que os nossos engenheiros analisavam os números e os fatores de reserva na estrutura, descobrimos que havia margem adicional disponível na estrutura do A220-300”, anunciou a Airbus.

Com a nova certificação em andamento, o fabricante europeu ampliará as limitações de peso máximo de decolagem (MTOW), em uma tonelada, passando de 69.900 quilos para 70.900 quilos, possibilitando carregar mais combustível.

A Airbus planeja oferecer uma opção de retrofit aos atuais operadores do A220-300 que estejam interessados em ampliar o alcance dos seus jatos. Uma melhora na capacidade do peso máximo de decolagem e alcance poderá tornar o avião mais competitivo em mercados consolidados, como os Estados Unidos. Algumas rotas podem se beneficiar de um maior peso de decolagem, mesmo que com alcance padrão, em outros casos o maior alcance permite atender mais rotas ponto a ponto.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 23 de Março de 2021 às 17:45


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Airbus A220 Boeing 737-737-700 Embraer E-Jet E2