Risco bilionário

Avião mais caro do mundo sofre pane e pousa em emergência

Bombardeiro B-2 apresenta problemas em voo e pousa em aeroporto do Colorado


O mais caro avião do mundo realizou um pouso de emergência durante uma missão de rotina nos Estados Unidos. O bombardeiro stealth B-2 Spirit, que custa mais de US$ 2 bilhões a unidade, foi obrigado a realizar um pouso não programado em Colorado Springs, no estado central do Colorado.

O avião retornava à Base Aérea de Whiteman, no Missouri, quando apresentou um problema não divulgado pela força aérea norte-americana. Segundo as autoridades, o pouso foi normal e os pilotos nada sofreram.

Embora falhas em aeronaves militares seja corriqueiro, pelo uso intensivo, a força aérea dos Estados Unidos (USAF) tem enfrentado uma série de pousos de emergência nos últimos meses. Em junho nada menos de três incidentes foram relatados, com um KC-135 Stratotanker, um KC-10 Extender e um tiltrotor CV-22 Osprey. Outro incidente que despertou atenção dos militares foi uma falha no trem de pouso de um F-22 Raptor, o principal caça dos Estados Unidos, na base aérea de Elmendorf-Richardson, no Alasca.

Em maio, um B-1 Lancer realizou um pouso em emergência no aeroporto de Midland International, no Texas, após o início de um incêndio em pleno voo. A ocorrência de fogo a bordo é considerada um dos eventos mais perigosos e potencialmente catastróficos na aviação. A tripulação tentou ejetar, porém o mau funcionamento nos assentos obrigou o comandante da aeronave a optar pelo pouso em emergência.

Críticos afirmam que os constantes cortes orçamentários e o gasto desmedido em áreas secundárias têm levado as forças armadas dos Estados Unidos a experimentar um inédito corte nos gastos com manutenção.

Em fevereiro de 2008, um B-2 sofreu uma falha catastrófica nos computadores de voo enquanto decolava da base aérea de Andersen, na ilha de Guam. A condensação da umidade nos sistemas de computadores foi revelada como a causa do acidente, considerado o mais caro da história da aviação.

[Colaborou Edmundo Ubiratan]

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 26 de Outubro de 2018 às 16:00


Notícias B-2 USAF B-1 KC-10 F-22 CV-22 Osprey Raptor KC-135 Boeing Lockheed Northrop