Aviação Comercial

ANA e Boeing firmam contrato para Dreamliner

Empresa japonesa encomenda três 787-10


A Boeing e a All Nippon Airways (ANA) formalizaram um contrato firme para três Boeing 787-10 Dreamliner, com valor estimado em US$ 900 milhões.

O contrato havia sido anunciado em em janeiro, tornando a ANA a primeira empresa da Ásia a operar com as três versões do Dreamliner. A empresa ainda foi cliente de lançamento do 787, sendo atualmente o maior operador do modelo, com 34 aviões na frota, além de outros 49 encomendados.

O 787-10 é o maior membro família Dreamliner, sendo até 30% mais eficiente que modelos similares, sendo o substituto natural dos Boeing 777-200ER e Airbus A340-200/-300, assim como de modelos mais antigos, como o MD-11.

A Boeing aposta nas famílias 787 e 777X para manter sua liderança no segmento widebody, oferecendo ao mercado dois modelos complementares, que possuem capacidades destinadas a mercados específicos.

Do outro lado, a Airbus aposta no A350 XWB como competidor direto aos 777X e 787, com um modelo único disputando ambos os mercados. A Airbus, que é líder no segmento narrowbody com a família A320, espera obter o primeiro lugar também nos modelos intercontinentais, onde sempre manteve a segunda colocação. As famílias A330/340 registraram queda no número de encomendas nos últimos anos, que somado ao pequeno número de encomendas do A380, tornou ainda mais distante a liderança no segmento considerado o mais rentável da indústria aeronáutica.

Da redação

Publicado em 30 de Março de 2015 às 16:00


Notícias Boeing ANA All Nippon Airways Dreamliner 787-10 777 777X Airbus A350 A340 A380 A330