Influência política

Alemanha deseja dar capacidade nuclear a seus caças

Europeus pressionam Estados Unidos para ampliar poder de combate dos Eurofighter Typhoon


O governo alemão tem pressionado os Estados Unidos para permitir que os caças Eurofighter Typhoon possam ter capacidade nuclear, como parte das defesas compartilhadas pela Otan. O objetivo é ampliar a capacidade operacional dos caças europeus, assim como permitir Berlin decidir se encomendará um novo lote dos aviões.

Recentemente o parlamento alemão discutiu a opção da força aérea em aposentar seus veteranos Panavia Tornado. Entre as discussões está a opção pela padronização da frota em um único modelo de caça, no caso o Typhoon, ou a escolha de um segundo modelo, possibilitando maior controle estratégico da força.

Entre as opções preferidas pela a força aérea alemã está o caça de quinta geração Lockheed F-35 Lightning II. O vice-ministro da Defesa, Ralf Brauksiepe, afirmou que a decisão final sobre a substituição do Tornado ocorrerá apenas após uma completa e minuciosa avaliação dos aviões disponíveis na atualidade, descartando assim a possibilidade do desenvolvimento de um novo avião. Embora não tenha declarado oficialmente preferência pelo Eurofighter Typhoon, analistas apontam que a tendência do governo alemão será priorizar o projeto europeu. Contudo, a força aérea tem avaliado os caças norte-americanos F-35, F-15E e F/A-18E. Um dos motivos seria evitar gastos excessivos apenas para priorizar a indústria local, assim como evitar a manutenção de programas com desempenho abaixo do estabelecido.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 22 de Junho de 2018 às 14:38


Notícias Eurofighter Typhoon F-35 F-15 F/A-18 Lockheed Boeing Super Hornet Strike Eagle