Risco do manuseio da bagagem

Alça de bolsa pode ter derrubado helicóptero em Nova York

Único sobrevivente, piloto diz que bagagem de passageiro teria provocado acidente que matou cinco pessoas no domingo


Cinco pessoas morreram em um acidente de helicóptero em Nova York, após bolsa de um dos passageiros ter supostamente enroscado no dispositivo de controle de combustível. Quem dá essa informação é o único sobrevivente da tragédia, o piloto do helicóptero, de 33 anos. 

De acordo com as autoridades policiais de Nova York, o piloto declarou emergência próximo à ilha Roosvelt, às 19h. O piloto chamou o controle La Guardia, declarando emergência (mayday), após a perda de potência da aeronave.

Uma imagem feita com celular mostra o momento que o helicóptero toca a água, com o rotor já quase sem potência. As equipes de emergência chegaram ao local da queda em seguida, mas a aeronave estava de cabeça para baixo, completamente submersa. A polícia necessitou de um guindaste para içar o helicóptero para fora da água.

O helicóptero, um Airbus AS350, realizava um voo panorâmico sobre a ilha de Manhattan, quando sofreu o problema. A operadora da aeronave, a Liberty Helicopters, possui uma frota com dez unidades do modelo, voando há mais de 30 anos para turismo e negócios na região de Nova York. Nos últimos onze anos, a empresa registrou três acidentes fatais, incluindo o último.

O piloto, que era certificado para voar helicópteros desde 2011, conseguiu sobreviver ao se livrar rapidamente dos cintos de segurança e sair da cabine. A polícia apura por que os passageiros não conseguiram sair da aeronave a tempo, ou se todos sabiam nadar.

O NTSB (National Transportation Safety Board), o órgão de investigação de acidentes em transportes dos Estados Unidos, afirmou que não tem data para conclusão da perícia do acidente. Segundo declarações do piloto, a alça da bolsa de um dos passageiros parece ter se enroscado no manete de shutt off e um puxão inadvertido teria acionado a alavanca, cortando o motor da aeronave e levando à queda. 

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 12 de Março de 2018 às 12:00


Notícias AIrbus AS250