Só um piloto

Avião comercial com apenas um piloto poderá se tornar realidade

Sikorsky e FedEx estão testando sistema de inteligência artificial que permite voos single pilot


ATR 72 da FedEx em voo

ATR cargueiro poderá ser o primeiro avião comercial certificado para operações com apenas um piloto

A FedEx e a Sikorsky realizaram uma bateria de testes com um ATR 42-300 cargueiro para avaliar um sistema voo autônomo. O objetivo é viabilizar a operação com apenas um piloto, utiliza inteligência artificial como um assistente capaz de responder adequadamente a todas as necessidades de voo, incluindo situações de emergência.

Especializada na produção de helicópteros, a Sikorsky tem ampliado sua capacidade de pesquisa e desenvolvimento em tecnologias de voos autônomos e espera junto à FedEx tornar o turbo-hélice cargueiro maior aeronave certificada para voo com apenas um piloto.

O objetivo inicial atende apenas os requisitos de operação cargueira, que envolve menores riscos diretos. Os testes foram realizados com a supervisão da FAA, a agência de aviação civil dos Estados Unidos, e ocorreu a partir do aeroporto de Waterbury-Oxford, no estado do Connecticut.

Segundo dados iniciais, o ATR cumpriu com sucesso todos os procedimentos de voo. Foram avaliadas duas etapas, com duração média de 1 hora cada.

 A Sikorsky trabalha em uma nova tecnologia, designada como Matrix, voltada para aeronaves de asas rotativas que possui a função de executar voos autônomos, incluindo decolagem, planejamento de rota, prevenção de obstáculos, seleção de local de poucos por meio de sensores. O sistema deverá ser parte integrante da nova geração de helicópteros em desenvolvimento pelo fabricante e que deverão ser entregues para o Exército dos Estados Unidos (US Army).

Apesar das incertezas sobre o emprego desta tecnologia em aeronaves civis cargueiras, os testes com o ATR podem significar um importante passo para a adequação de futuros aviões certificados para apenas um piloto.

Ainda que o tema seja considerado controverso por muitos especialistas de aviação, existem diversas plataformas capazes de operar de forma autônoma uma aeronave, como o sistema Garmin Autoland, que deu origem a três projetos que possibilitam um avião single pilot (apenas um piloto) navegar e pousar em segurança em caso de incapacidade do piloto. A tecnologia já é certificada e está presente em alguns modelos da família TBM, Piper e Cirrus.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 25 de Fevereiro de 2021 às 13:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação ATR FedEx TBM Daher Piper Cirrus Garmin Autoland single pilot