Apenas carga

Projeto da Embraer permite conversão rápida de aviões cargueiros

Solução aciona capacidade adicional ao permitir transporte de carga na cabine de passageiros


Boletim de serviço permite remover até 70% dos assentos dos E-Jets para acomodação de carga na cabine de passageiros

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Embraer desenvolveu uma solução rápida para os operadores das famílias E-Jet e ERJ que necessitam ampliar sua capacidade de transporte de cargas. A solução permite converter rapidamente o interior da cabine de passageiros para a acomodação de pequenos volumes, em um processo que se tornou usual após a escalada de casos de covid-19 no mundo.

O fabricante brasileiro desenvolveu uma solução de transporte de carga para sua linha de aeronaves comerciais que permite a empresa aérea optar por uma configuração montada na cabine principal, incluindo a remoção de até 70% dos assentos. Com o novo arranjo, é possível transportar pacotes menores nos compartimentos de bagagem acima dos assentos, enquanto itens maiores também podem ser transportados no piso principal e sobre os assentos, respeitadas as restrições de peso.

Segundo a Embraer, o E190 totalmente carregado pode transportar três toneladas métricas de carga na cabine, além da carga do bagageiro inferior, enquanto o E195 pode transportar até 3,75 toneladas métricas. Já a capacidade de carga útil da cabine E190-E2 de até 2,36 toneladas e do ERJ145 é de até 800 quilos.

Vale ressaltar que a conversão torna o avião exclusivamente dedicado ao transporte de cargueiro, enquanto todo o carregamento deve estar contido em uma rede de proteção previamente aprovada, que é fixada aos trilhos interno e externo dos assentos. Esta solução já está em uso em um E195 operado pela Azul Cargo.

“Os engenheiros da Embraer aceitaram o desafio quando os clientes perguntaram se conseguiriam encontrar uma maneira das aeronaves comerciais transportarem carga na cabine de passageiros”, explicou Johann Bordais, Presidente e CEO da Embraer Serviços & Suporte. “Hoje, os clientes podem escolher entre um portfólio de soluções para transportar carga nas cabines de seus EMB 120, ERJ 145 e E-Jets”.

A Embraer publicou Disposições Técnicas para as famílias de jatos comerciais ERJ 145 e de E-Jets, incluindo os E-Jets E2, que explicam como acomodar a carga na cabine. Também está disponível um boletim de serviço também para o turbo-hélice EMB 120 Brasília.

Para operadores que necessitem de maior capacidade, a Embraer pode oferecer um Boletim de Serviço para configurações completas de carga, como, por exemplo, no EMB 120. Essas configurações oferecem aos operadores a flexibilidade de transportar itens de carga maiores montados no piso na cabine.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 24 de Julho de 2020 às 13:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Embraer E-Jet E190 Azul Cargo ERJ ERJ145 Brasília transporte aéreo covid-19 pandemia assento