Fim de uma era

O icônico 767 se despede da British Airways

Modelo é retirado de serviço após 28 anos de voo e mais de 425 mil voos


A British Airways realizou o último voo com Boeing 767, que por quase três décadas foi um dos mais icônicos aviões de sua frota. O derradeiro voo ocorreu entre Larnaca, no Chipre, e Londres, no último dia 25.

O primeiro voo com o 767 na British ocorreu em fevereiro de 1990, em um breve voo entre Londres e Paris. Ao longo de 28 anos a frota britânica completou mais de 425.000 voos comerciais, sendo Frankfurt o principal destino do modelo, onde realizou quase 15.000 voos de ida e volta ao aeroporto alemão. Embora tenha sido utilizado inicialmente para viagens de longa distância, como Abu Dhabi, Calgary e Nova York, nos últimos anos o modelo foi reconfigurado para uso em voos de curta distância, incluindo Atenas e Larnaca, bem como em algumas rotas domésticas.

A aposentadoria ocorre com a chegada do trigésimo Boeing 787 Dreamliner, que substituiu o 767 em diversas rotas. Além disso, no final do ano, a companhia aérea receberá seu primeiro Airbus A350 XWB, que poderá ser utilizado em algumas antigas rotas do Boeing 767.

“O 767 foi uma parte brilhante de nossa frota, percorrendo algumas de nossas rotas mais populares”, conta o comandante Al Bridger, diretor de operações de voo da British Airways.

O último voo comercial foi feito pelo 767-300 (G-BZHA), que foi incorporado a frota da empresa britânica em 1998, tendo percorrido ao longo de vinte anos cerca de 37 milhões de quilômetros, tendo pousado em Larnaca um total de 900 vezes, embora sua rota mais popular tenha sido Atenas, onde completou 1.275 viagens de ida e volta. Estima-se que esta aeronave tenha transportado cerca de 4 milhões de passageiros, em quase 23.000 voos.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 28 de Novembro de 2018 às 17:18


Notícias Boeing 767 British Airways 787 Dreamliner Airbus A350