Airbus A321P2F

Lufthansa vai converter dois Airbus A321 em cargueiros

Aeronaves vão permitir ampliar a oferta de transporte em rotas curtas e com elevada demanda


Ampliação das vendas online deverá exigir uso de novas aeronaves como transporte cargueiro

A Lufthansa irá converter em cargueiros dois de seus Airbus A321, que serão operados pela regional Lufthansa Cityline, em nome da divisão cargueira da empresa, mirando o aumento do transporte de produtos eletrônicos no mercado internacional.

O crescimento do comércio via internet deverá chegar aos 20% nos próximos cinco anos, com a maior parte das encomendas sendo de dispositivos eletrônicos.

A conversão, que será feita em 2022, permitirá que até dez contêineres sejam transportados na cabine antes voltada para os passageiros.

"O tipo de aeronave selecionada pode transportar 28 toneladas por voo, volume de carga significativamente maior do que [o existente] nas aeronaves de fuselagens estreira. Além de players, integradores e operadores postais, os provedores de comércio eletrônico serão clientes para essa oferta", disse Dorothea Von Boxberg, CEO da Lufthansa Cargo. 

Além da maior carga paga (payload), o futuro A321P2F terá autonomia superior aos rivais, com 3.500 quilômetros. Não foram divulgados os prefixos que serão convertidas, mas o avião com registro D-AISD está estocado na Hungria desde junho de 2020, sendo um dos candidatos para o a transformação.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 9 de Julho de 2021 às 12:00


Notícias noticias noticias de aviação avião Airbus A321 A321P2F Lufthansa comércio eletrônico