O primeiro multitarefa

Força aérea dos EUA aposenta primeiro KC-10 Extender

Retirada de serviço ocorreu um dia antes do modelo completar 40 anos de serviço


  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

O primeiro avião tanque KC-10A Extender foi oficialmente retirado de serviço pela força aérea dos Estados Unidos (USAF). O avião foi enviado para estocagem permanente na base de Davis Monthan, no Arizona.

O planejamento prevê uma aposentadoria gradual do modelo, que deverá ser concluída em até cinco anos, dando lugar aos novos KC-46 Pegasus, que estão entrando em serviço. A aeronave, número de série 86-0036, pertencia ao 305th Air Mobility Wing, alocado na base aérea de McGuire, em Nova Jersey.

Derivado do DC-10, os reabastecedores foram um importante vetor para expandir a capacidade logística de grande parte da frota da força aérea, além de servir como cargueiro em missões especiais.

O avião agora ficará sob os cuidados do 309º Grupo de Manutenção e Regeneração Aeroespacial (AMARG, na sigla em inglês), que deverá mante-lo em condições de retornar rapidamente ao serviço ativo em caso de necessidade. A previsão é que mais dois KC-10 sejam enviados para o AMARG até o final do ano, enquanto a partir de 2021 a USAF deverá retirar de serviço ativo doze aviões por ano, numa média de um reabastecedor por mês.

Entrada em serviço ocorreu com aeronave ainda ostentando as cores patrióticas e de alta visibilidade 

Além disso, a intenção é iniciar a aposentadoria dos veteranos KC-135 Stratotanker, que acumulam mais de 60 anos de serviço ativo. Ambos os modelos serão substituídos pelos novos KC-46, uma versão de reabastecimento derivada do Boeing 767. Todavia, uma série de falhas graves no programa tem atrasado os planos da USAF em ampliar o uso do modelo.

Baseado no McDonnell-Douglas DC-10-30F, o KC-10 foi declarado operacional no dia 12 de julho de 1980 e foi retirado de operação um dia antes de completar 40 anos de serviço ativo.  A USAF encomendou um total de 60 KC-10, além de dois aviões que foram vendidos para a força aérea da Holanda.

Além da capacidade de reabastecimento em voo, o KC-10 ampliou capacidade logística da força aérea dos Estados Unidos

O KC-10A Extender é capaz de transportar mais de 160 toneladas de combustível, aproximadamente 70 toneladas a mais que os atuais KC-46. A maior capacidade de transporte foi considerada exagerada pelos militares, visto que a evolução dos motores aeronáuticos tornou os novos caças e demais aviões que estão entrando em serviço mais eficientes, permitindo voar mais longe com a mesma quantidade de combustível que seus antecessores.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 17 de Julho de 2020 às 16:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 767 KC-46 KC-135 KC-10 DC-10 McDonnell Douglas USAF rebastecedor caças Estados Unidos