Área foi doada ao Governo há 80 anos

Família pede indenização pelo terreno do aeroporto de Guarulhos

Caso se arrasta na Justiça há sete anos


Aeroporto de Guarulhos

Família Guinle quer a devolução da área ou uma indenização bilionária - Foto: Divulgação

A família Guinle, conhecida por diversos empreendimentos clássicos construídos no país ao longo das últimas décadas, está lutando na Justiça para obter uma indenização milionária pelo uso do terreno onde está o aeroporto internacional de São Paulo (GRU), em Guarulhos. 

O caso se arrasta há sete anos e se tornou conhecido do público em uma reportagem veiculada no programa Domingo Espetacular, da RecordTV, no último domingo (17). 

Há 80 anos, os Guinle doaram uma área de quase 10 km² para o Governo Federal, onde havia uma fazenda, para a construção de uma base aérea voltada para a Segunda Guerra Mundial. Posteriormente, foi construída a Base Aérea de São Paulo, atualmente anexa ao aeroporto.

Desde o certame, nunca houve interesse da família em pedir as terras de volta, porém, em 2014, ela recorreu ao poder judiciário, exigindo a devolução do terreno ou o pagamento de uma indenização que pode chegar aos R$ 5 bilhões, alegando que cláusulas contratuais da doação não teriam sido respeitadas pelo governo.

A Advocacia Geral da União (AGU) defende que a cessão da área respeitou a legislação, visto que a área sempre esteve sob o controle do Estado e que o aeroporto está sob concessão da iniciativa privada desde 2012, pelo prazo de 20 anos.

Os Guinle perderam em primeira instância e o caso segue na Justiça Federal.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 19 de Outubro de 2021 às 09:20


Notícias noticias noticias de aviação Guinle Indenização Devolução Aeroporto Guarulhos Justiça