Silvercrest continua sendo o problema para fabricantes

Falhas em motor levam a suspensão do desenvolvimento do Hemisphere

Cessna congela programa do seu maior avião de negócios e poderá substituir motor


 

Motor Safran Silvercrest não obtém parâmetros mínimos de desempenho em varias fases do voo



Falhas no motor levou a Dassault Falcon cancelar o programa 5X, já em fase avançada de desenvolvimento

Problemas com o motor forçam a suspensão do programa Citation Hemisphere, da Cessna. As constantes falhas no motor Silvercrest, da francesa Safran, impossibilitaram o andamento do projeto dentro do cronograma esperado.

 

Segundo o Chairman e CEO da Cessna, Scott Donnelly, a Safran “precisa resolver os problemas dos motores antes de prosseguir com os planos originais”.

Para alguns analistas, os problemas da Safran com seus motores podem provocar um atraso nos prazos de entrega do novo Citation Hemisphere, que compete no concorrido mercado de cabine larga.

O motor Silvercrest levou ao cancelamento do programa Falcon 5X, da Dassault recentemente. Uma série de falhas no desempenho em fases variadas do voo impossibilitaram a continuidade do projeto. A alternativa para a Cessna poderá recair nos motores PW800, da Pratt & Whitney Canada, como fez a Dassault ao lançar o Falcon 6X, no mês passado.

Até dezembro de 2017, a Textron Aviation reafirmava seu comprometimento com o Sivercrest embora o único outro cliente, a Dassault Aviation, já dava sinais de que o problema no motor não seria solucionado.

O desafio será integrar um novo motor ao programa já em fase avançada de desenvolvimento, o que poderá atrasar em vários meses a certificação e consequentemente, as entregas.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 19 de Abril de 2018 às 15:45


Notícias Cessna Citation Hemisphere Dassault Falcon 5X