Acima de 7.000 km/h

China promete avião capaz de voar acima de 7.000 km/h

Aeronave hipersônica terá capacidade para dez passageiros e poderá viajar até mesmo no espaço


Futuro jato hipersônico chinês

Imagem de estudo térmico mostra perfil planejado para novo avião hipersônico desenvolvido na China

A China planeja desenvolver o mais rápido avião tripulado de todos os tempos, com um modelo hipersônico capaz de ultrapassar Mach 6 (seis vezes a velocidade do som) e transportar até dez pessoas.

A futura aeronave deverá ter 45 metros de comprimento e voar quase três vezes mais rápido que o Concorde. Porém, a maior parte da estrutura será utilizada para armazenar combustível e acomodar os motores. A aerodinâmica do projeto ainda deverá limitar ainda mais o espaço disponível para ocupantes, ainda que no futuro poderá surgir um modelo de grande capacidade.

A ambição é viabilizar o futuro avião em meados de 2035, com um desenvolvimento baseado em novos estudos aerodinâmico e de propulsão.

O estudo está sendo conduzido pelo Instituto de tecnologias de Pequim e o Instituto de Engenharia de Sistemas de Espaçonaves, órgão ligado a Academia de Tecnologia Espacial da China, com equivalência similar a norte-americana Nasa.

A intenção é concluir a fase de validação tecnológica até 2025, tendo completado os estudos principais do voo hipersônico, incluindo um novo sistema de propulsão.

Entre os desafios da tecnologia de voos hipersônicos, ou seja, acima de cinco vezes a velocidade do som, está em desenvolver motores com capacidade de manter um elevado regime de potência. A expectativa é que aeronave deverá utilizar dois tipos de motores, um para voos subsônicos e outro para voos em alta velocidade.

Outro problema será desenvolver uma aerodinâmica avançada que permita voar com mínimo arrasto e sem gerar um forte estrondo sônico. Assim como materiais que tenham máxima resistência mecânica e ao calor gerado pelo atrito com o ar.

Avião hipersônico chinês

Aeronave terá 45 metros de comprimento e apenas dez lugares

A China afirma que até 2045 sua frota de aviões hipersônicos permitirá voos ao redor do Planeta em até uma hora, transportado até cem passageiros nos modelos futuros. Outra atividade planejada é que o futuro avião também tenha capacidade para voos orbitais, podendo voar para as estações espaciais na órbita baixa ou mesmo ao redor da Lua. Segundo o periódico South China Morning Post, poderão ser transportados anualmente mais de 10.000 toneladas de carga e 10.000 passageiros para estações espaciais chinesas.

Para os voos espaciais a intenção é usar uma nova tecnologia de motores que permita viajar no espaço ou na atmosfera terrestres, com custos consideravelmente menores que os propulsores usados em foguetes.

A China tem ampliado os recursos em pesquisas aeroespaciais avançadas, desenvolvendo tecnologias inovadoras em uma série de segmentos e prometendo mudar o setor aéreo nas próximas duas décadas.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 19 de Julho de 2021 às 15:00


notícias de aviação aeronave avião hipersônico Concorde China estação espacial