Aleá 41

China constrói sua própria Área 51 no deserto de Xinjiang

Instalação militar chinesa recorre a mesma estratégia adotada pelos Estados Unidos


Area 51 da China

Área no deserto Xinjiang é similar a existente em Nevada, nos Estados Unidos, onde está a Area 51

A China poderá estar construindo uma base aérea “secreta” no deserto de Xinjiang, no noroeste do país. A região pouco habitada é compreendida de um vasto deserto e diversas cadeias de montanhas.

A escolha do local é bastante favorável para testes de aeronaves militares experimentais e segue a estratégia adotada pelos Estados Unidos, com a famosa Area 51, construída em uma região quase inacessível no deserto de Nevada.

A região escolhia pela China levou as agencias de inteligência questionarem as motivações por trás da base aérea, localizado próxima a antiga área de testes nucleares. Curiosamente, a icônica área 51 também fica nos arredores de instalações de ensaios atômicos.

Imagens atuais de satélites civis mostram apenas as primeiras construções na instalação, mas dados militares apontam infraestrutura avançada

A nova instalação de Lop Nur conta com três pistas dispostas em triangulo, permitindo operação em praticamente qualquer condição de vento, alo favorável para ensaios de aeronaves e veículos espaciais.

X-37B

Veículo espacial X-37B dos Estados Unidos ganhou um rival chinês em 2020

Em setembro de 2020 a China lançou um veículo espacial reutilizável, similar ao X-37B da força aérea dos Estados Unidos, que após dois dias em órbita pousou justamente na base de Lop Nur.

Mais ao leste, próximo ao lago Bostun, também na província de Xinjiang, está localizada a base aérea de Malan, que recebeu uma série de instalações avançadas nos últimos meses.

Ao centro base de Lop Nur e a esquerda a base de Malan. Note a grande área deserta ao redor da nova instalação militar

Oficialmente Pequim nega qualquer desenvolvimento de armas avançadas, ao mesmo tempo que fontes do próprio governo apontam que o país está desenvolvendo um novo bombardeiro furtivo, similar ao norte-americano B-2 Spirit.

A China tem avançado rapidamente para se tornar uma potência econômica, militar e política, rivalizando diretamente com os Estados Unidos. Ambos os países travam uma guerra comercial, com ameaças e acusações mútuas.

Base aérea de Malan ganhou uma série de instalações avançadas, serviços de inteligência acreditam no desenvolvimento de um novo bombardeiro no local

Note estruturas de hangar e de apoio recém-construídas na base aérea de Malan

A estratégia de escolher locais remotos tem sido há várias décadas a melhor solução encontrada por estrategistas militares desde o final da Segunda Guerra Mundial. A Então União Soviética contou com diversas bases espalhadas por seu vasto território, da mesma forma que os Estados Unidos.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 12 de Julho de 2021 às 16:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Area 51 Nevada Las Vegas China Xinjiang bombardeiro B-2 X-47B