Novo Corsário

Boeing 767 da FAB está em processo final de pintura

Aeronave deverá chegar ao Brasil antes dos Jogos Olímpicos e deverá apoiar a movimentação de tropa


O primeiro Boeing 767-300ER da FAB está em processo final de pintura e adequação. A aeronave arrendada da Colt Transportes S.A., deverá servir temporariamente ao Esquadrão Corsário (2º/2º GT), sediado no Rio de Janeiro.

O contrato de locação foi assinado no último dia 08, em Washington D.C., Estados Unidos e tem valor de U$ 19,777 milhões, com duração de três anos, prorrogável por mais um. O valor ainda inclui a manutenção e o seguro da aeronave.


“A locação é emergencial e provisória, sendo considerada neste momento, a modalidade mais vantajosa para o país. O processo obedeceu aos preceitos da Lei 8.666 e foi realizado nos Estados Unidos porque lá existe maior oferta de aeronaves deste tipo. É um projeto importante para a FAB e para o Brasil”, afirmou o Brigadeiro André Luiz Fonseca e Silva, chefe do Centro Logístico da Aeronáutica.

O Boeing 767-300ER permitirá à FAB cumprir, com mais eficiência, as diversas atividades como a troca do contingente militar brasileiro que atua nas missões de paz no Haiti e no Líbano, o eventual transporte de delegações e contingentes militares nos Jogos Olímpicos Rio 2016, resgate de nacionais em áreas de conflito, atividades científicas e humanitárias, além de outras missões que exijam o apoio das Forças Armadas.

O Boeing 767-300ER alugado pela FAB possui capacidade para 254 passageiros e payload de 43,8 toneladas. A força aérea ainda espera o orçamento para a aquisição de quatro aeronaves do mesmo modelo, que serão convertidas para missões de reabastecimento em voo e apoio aéreo estratégico.

Da redação

Publicado em 24 de Junho de 2016 às 14:00


Notícias Boeing 767-300ER FAB